Ginástica laboral: melhore o desempenho e a satisfação da sua equipe

Tempo de leitura: 3 minutos

Nós passamos boa parte do nosso dia no ambiente de trabalho. Entretanto, realizar tarefas ininterruptas pode trazer uma série de consequências negativas para o empregado, tanto fisicamente quanto psicologicamente. Funcionários exaustos são menos concentrados, cometem mais erros no dia a dia de trabalho e ainda são mais suscetíveis a desenvolverem problemas de saúde. Como resolver esse problema? A solução pode estar na ginástica laboral!

 

Dessa maneira, cuidar do bem-estar da equipe de trabalho tem sido uma das maiores preocupações das empresas, que pretendem trilhar um caminho de sucesso. Nesse sentido, existe uma série de mudanças que podem ser aplicadas dentro do ambiente de trabalho, e uma das propostas que trazem maior resultado para a saúde dos empregados é a ginástica laboral. Mas, antes de partirmos para as dicas sobre como melhorar o desempenho da equipe, é importante estarmos familiarizados com esse conceito.

 

Então, afinal, o que é ginástica laboral?

 

Apesar de ser uma técnica bastante antiga, a ginástica laboral ainda é desconhecida por muitas pessoas. “Laboral” vem de “labor”, que é o mesmo que trabalho. Ou seja, esse tipo de exercício é feito especificamente no ambiente de trabalho.

 

A ginástica laboral trata-se, basicamente, de uma série de atividades praticadas dentro de escritórios, fábricas e empresas com o objetivo de melhorar as condições físicas e também mentais da equipe. Em geral, a ginástica laboral se baseia em técnicas de alongamentos, de controle da respiração, de correção postural, de controle e percepção do corpo no espaço, e de compensação de músculos. Apesar de parecer um tanto quanto complexa, a proposta desse tipo de ginástica não é formar atletas, mas sim melhorar o convívio da equipe dentro do ambiente de trabalho, proporcionando saúde e bem-estar a todos.

 

Mas como trazer a ginástica laboral para dentro da empresa?

 

Algumas empresas optam pela contratação de fisioterapeutas e profissionais de educação física para acompanhar a prática diária da ginástica laboral. Entretanto, alguns exercícios são bastante simples, podendo ser executados com tranquilidade. Para facilitar o entendimento, a ginástica laboral pode ser dividida em três frentes, de acordo com o Conselho Federal de Educação Física (CONFEF):

 

  • Ginástica Preparatória: com exercícios realizados no início da jornada de trabalho, com duração média de 10 a 20 minutos. Seu objetivo é preparar os músculos do corpo para a execução de tarefas, mas também aumenta a circulação sanguínea trazendo mais disposição e concentração;

 

  • Ginástica Compensatória: realizada com o objetivo de interromper a monotonia do trabalho e quebrar o ritmo muscular vigente. É muito importante para compensar esforços repetitivos e corrigir a postura inadequada;

 

  • Ginástica de Relaxamento: acontece no final do expediente e seu objetivo é relaxar o indivíduo, oxigenando o corpo, evitando o acúmulo de ácido lático e prevenindo possíveis lesões.

 

Por fim, vale lembrar que são inúmeros os benefícios da ginástica laboral para a saúde do colaborador. Os exercícios previnem problemas ósseos e musculares, como as temidas dores nas costas, na lombar, nos pulsos e braços. Além disso, também ajudam na manutenção da postura correta, facilitam a respiração e aliviam o estresse.

 

Consequentemente, funcionários saudáveis faltam menos ao trabalho, reduzem as despesas com saúde e são muito mais produtivos, trazendo prosperidade para a empresa como um todo! E então, pronto para aplicar as técnicas da ginástica laboral na sua empresa? Conte com a ajuda da TOC Garantias para te acompanhar nessa empreitada e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *