Planos de saúde cobrem vacina contra febre amarela?

Tempo de leitura: 3 minutos

Planos de saúde cobrem vacina contra febre amarela? Do dia 1º de julho de 2017 até 15 de fevereiro deste ano, já foram confirmados 407 casos de febre amarela espalhados pelo Brasil. Desse número, 183 casos ocorreram em São Paulo, 157 em Minas Gerais, 68 casos no estado do Rio de Janeiro e 1 caso confirmado no Distrito Federal. Além desses dados gerais, também foram registradas 118 mortes pela doença em todo o país: 46 em São Paulo, 44 em Minas Gerais, 27 no Rio e um no Distrito Federal.

 

As informações divulgadas pelo Ministério da Saúde são preocupantes. O número crescente de infectados pela febre amarela assusta a população e motiva os órgãos públicos a tomarem providências com urgência. A principal recomendação? Tomar a vacina contra a febre amarela.

 

Ainda segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde referentes aos estados do Rio e São Paulo, 3.95 milhões de pessoas foram vacinadas até agora, mas o número corresponde a apenas 19.3% do público-alvo previsto para ser imunizado na região sudeste. Diante desse cenário, é bastante comum que a população enfrente filas nos postos de vacinação públicos. Mas será que os planos de saúde cobrem vacina contra febre amarela?

 

Neste artigo você vai entender como funciona a cobertura do plano de saúde nos casos de vacinação e pode esclarecer suas principais dúvidas sobre o assunto. Vamos lá?

 

Os planos de saúde cobrem vacina contra febre amarela obrigatoriamente? 

 

A resposta é não. De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), os programas de imunização não estão inclusos no rol de procedimentos que devem ser oferecidos pelos planos de saúde. Isso porque vacinar a população é responsabilidade direta do Sistema Único de Saúde (SUS), coordenado pelo Ministério da Saúde, e cabe a essa instituição estabelecer os métodos de vacinação e dar apoio tanto técnico quanto financeiro para as campanhas de imunização.

 

Apesar disso, mesmo não obrigadas, algumas empresas que oferecerem planos de saúde à população podem expandir sua cobertura, incluindo procedimentos que ultrapassam o mínimo previsto em lei, como as vacinas. Por isso, é muito importante que o usuário do plano de saúde consulte sua operadora para saber quais procedimentos estão inclusos no plano.

 

E atenção! Apesar da imunização contra a febre amarela não ser responsabilidade das operadoras de planos de saúde, seu tratamento é. Por isso, pessoas infectadas com o vírus que possuem o benefício do plano de saúde podem realizar consultas médicas, usufruir das internações hospitalares, dos atendimentos emergenciais e do exames, por exemplo. Mas ainda assim é importante consultar a cobertura do plano.

Sendo assim, apesar de não serem todos os planos que oferecem a vacina contra a febre amarela, ter um plano de saúde é um ponto muito importante para o rápido diagnóstico e para o tratamento eficiente contra a doença, o que reduz bastante as chances de complicações no quadro clínico e de desfechos piores ainda.

 

Continue acompanhando nosso blog para obter mais informações sobre a cobertura dos planos de saúde e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *